quinta-feira, 30 de junho de 2011

DIÁRIO DE BORDO - SEGUNDO DIA

Uns dormiram, outros apagaram, outros fingiram que não dormiram. A verdade é que a uma quadra do D. Dalva Palace Hotel rolou uma festa junina de largo a noite toda, e na nossa saída ainda existiam notívagos rodando.
Clique para ampliar
Mais uma novidade desse ano é que mudamos os planos para sairmos as 5:00h, nos anos anteriores saímos as 4:00h.
Na verdade às 3:30h já pulei da cama e comecei a faina, fui para o salão nobre de café às 4:00h e fomos servidos pelo pupilo de D. Dalva que acabara de chegar da festa, tonto de sono a ponto de quase quebrar os objetos. Com os atrasos e as enrolas, saímos as 5:20h em direção a Serra Escura (deixa queto), a aproximadamente 20 km, foi um trecho como dizemos, de "pau dentro" sem desplugar a sapatilha do pedal. Ao nascer do sol adentramos nessa Vila chamada Serra Escura, muito pitoresca e que só conheço na aurora, dá a impressão que o pessoal está acordando do sono do São João passado quando nos despedimos. Uns Todinhos   sugeridos por Paulinho, uma resenhazinha e "deitamos o cabelo" para Guajeru, bati meu recorde nos 14 Km em  38 minutos, sem parar.

Chegamos em Guajeru, no Posto, às 7:38h já ouvindo os comentários, "esses caras todo ano passam aqui".
Encontrei com meu amigo de infância, Cosminho, irmão de Cocó, Guajeruênse de primeira linha e dei uma abraço extensivo aos irmãos.

Clique par ampliar

Pronto, agora era só esperar o restante da turma, comer um pouco e dar um tempo para não chegarmos muito cedo em Caculé, afinal os amigos que nos recepciona todos os anos como Bocão, Tonzão, Gustavo, etc, deveriam ter comido muita canjibrina na noite anterior e provavelmente apartariam do leito mais tarde.
Elzevir como sempre, lavou a bike, lubrificou e deixou pronta para os últimos 38 Km até a Meca dos Bunda Vermelhas. Esse trecho final é dividido em mais ou menos a metade de planos alternados com pequenos aclives e depois uma subida suave (para alguns) do Morro de Caculé onde a dificuldade do fator final associada com os três terrores dos bikers: areão, costela de vaca e subida formava o cardápio perfeito.
Havíamos combinado de reunirmos no entrocamento da estrada de Condeúba, conhecido como a entrada do Prato Raso, onde nunca posso me esquecer de Tinoca. Guh chegou esse ano sobrando energia e às 9:50h já estava nos esperando.
Clique para ampliar

Depois de reunir todos, fizemos uma formação clássica para as chegadas:
O mais velho e o mais novo na frente, Paulão e Guh, seguidos pelos iniciados Paulinho e Daniel e atrás Eu, Gabriel e Elzevir.
Entramos na cidade passando pela Estação, Ponte, Rua Ruy Barbosa, Posto Zero, Lagoa e Pimentas Bar.

Um belo banho no Rio do Antônio, na Pedona (quem é antigo sabe) e ficamos aguardando a tradicionalíssima LEITOA DA SAFRA, organizada esse ano de forma impecável pelo Irmão Anchieta e Paulão.




Daí em diante foi só festa, O MELHOR SÃO JOÃO DO MUNDO!!! DE TODOS OS TEMPOS!!!
Curta aqui alguns vídeos: http://www.youtube.com/user/34551066#p/a/u/1/vEAeMaOkhfM


Saudações e até 2012, ou melhor, talvez até setembro ou janeiro pois agora com o treinamento para a www.brasiride.com tudo pode acontecer...

segunda-feira, 27 de junho de 2011

DIÁRIO DE BORDO - PRIMEIRO DIA

Amigos e Amantes do Cicloturismo, do Mountain Bike, das Magrelas, das Bikes, das Bicicletas, e por aí vai... Esse ano de 2011 considero o marco da maturidade da Ciclocaatinga, não no sentido de estagnar ou de acomodar, mas sim por ter alcançado um dos objetivos iniciais que é pedalar de Vitória da Conquista até Caculé sem rodar em vias asfaltadas, passando por estradas vicinais e trilhas, pois nos três anos anteriores rodamos 40% do percurso em asfalto.
Os Companheiros desse ano foram os Guerreiros persistentes e presentes desde a segunda edição, Elzevir e Gabriel, também tivemos o Veterano que completou a segunda estrela esse ano, Paulão e os iniciantes, ou melhor, iniciados, Paulinho e Daniel, esse último o único representante de fora da Bahia, vindo das Minas Gerais. Além, é claro, dos fundadores Antonio Carlos e Augusto Rafael.
 Então, assim, com esse maravilhoso grupo de sete ciclistas e ultramaratonistas, saímos de Vitória da Conquista na madrugada do dia 22/06/2011, uma quarta-feira, às 4:20 da madrugada descendo a Serra da Araras em direção ao Vale do Rio Gavião, após 35 Km paramos em um distrito de Vitória da Conquista de nome Bate-pé (não sei se foi homenagem a Roberto Leal, rsrsrsrs) para um belo café de padaria.
"Servidozin que é danado..."
Reabastecemos e pegamos novamente a estrada em direção ao Rio Gavião, um afluente do Rio de Contas que nasce em Jacaraci e muito conhecido nas composições do Grande Cancioneiro Elomar Figueira de Melo. Cruzamos o Rio Gavião quando o GPS já marcava 65 Km, fizemos mais uma "boquinha" (sem comer e beber não tem pedal longo), à partir daí separamos os "Meninos" dos  "Homens", foram aproximadamente 20 KM de subida dura, ainda mais para quem estava com as bikes carregadas com alforges e bagagens.
Chegamos a Maetinga às 11:20h, os primeiros escaladores e comemos sete PF´s de primeira qualidade, com direito a uma bela soneca no piso do Mercado de Carnes que estava povoado de belos cadáveres de leitoas para as festas de São João.
Após um descanso, saímos em direção a Jânio Quadros, distante dali 26 Km de muita trepidação, sol e poeira para repousarmos no Hotel de D. Dalva, que esse ano estava recém operada de vesícula.
Para loucura dos menos pacientes, estava sem água para o banho, que logo foi resolvido após alguns minutos, o que não impediu de alguns caboclos terem tomado banho estilo Miguel Doido (quem é caculeense sabe). No jantar foi servida uma lasanha caatingueira muito gostosa, galinha caipira, frango assado e um espaguete à bolonhesa, afinal ultra maratonista tem de comer muito carboidrato, não é?
Uns foram direto para a cama, outros, inclusive eu, fomos dar um rolé na cidade de Presidente Jânio Quadros, que estava em festa, parando na sorveteria, muito bem montada, onde degustei duas taças de gelatina (colágeno, é?).
Abastecidos fomos dormir às 20:00h para no dia seguinte recomeçarmos os trabalhos às 5:00h.

Mais fotos:  http://www.facebook.com/media/set/?set=a.2142347687974.122524.1524673553&l=8c62d6b4e8

segunda-feira, 13 de junho de 2011

ROTA DO SEGUNDO DIA DA CICLOCAATINGA 2011

Amigos,

O segundo dia é uma grande diversão, claro que com muito esforço; como dizem os americanos do norte, "No pain, no gain". Sairemos do Hotel de D. Dalva as 4:00h do dia 23/06/2011, dia de São João, nosso Pat.'. , e seguiremos em direção à Caculé, são aproximadamente 72 Km de uma Caatinga maravilhosa.


Clik na imagem para ampliar essa linda foto de www.xicodiniz.com.br








Nossa previsão de chegada em Caculé é 11:00h, abaixo a imagem de satélite da rota.
                                                                   Click na imagem para ampliar.

terça-feira, 31 de maio de 2011

O PRIMEIRO DIA DE 2011

Amigos,

Definida, democraticamente, a rota do primeiro dia da CICLOCAATINGA 2011, abaixo uma imagem para ilustração. Sairemos de Vitória da Conquista na madrugada do dia 22/06/2011 e pernoitaremos no Hotel de D. Dalva em Jânio Quadros. No segundo dia manteremos a mesma rota dos anos anteriores.

clique para ampliar

O diferencial desse ano é que o trajeto será todo por estradas de terra.
Esse Cicloturismo, batizado de Ciclocaatinga, iniciou-se em Dezembro de 2008 com uma viagem de Antonio Carlos e Augusto Rafael (então com 11 anos), pai e filho em direção à terra natal.
Reveja o relato da época  http://ciclocaatinga.blogspot.com/2008/11/viagem.html
No São João seguinte, junho de 2009, resolvemos convidar alguns amigos e de lá para cá vem se repetindo todos os anos e sempre procurando convidar amigos que realmente entendam o verdadeiro espírito do cicloturismo como forma de integração e saúde.

Saudações!!!

AC

quinta-feira, 26 de maio de 2011

CICLOCAATINGA 2011

Aproxima-se o mês da fogueira, como dizemos por aqui, e os bikers amantes da cicloviagem anual já começam a se apresentar. Até agora temos confirmados Paulão, Paulinho, Antonio Carlos, Guh, Elzevir, Gabriel e Daniel.
Vamos sair de Conquista no dia 22/06/2011, quarta-feira às 4:00h com destino a Jânio Quadros onde pernoitaremos mais uma vez na estalagem de D. Dalva. O caminho esse ano será diferente no primeiro dia pois faremos o trajeto todo por estrada de terra evitando os 80 Km de asfalto. Em breve colocarei o detalhe da rota aqui. 
Abraço a todos!!!
Saudações Catraquianas!!!